Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

Mudança (V)

                  

Nascem astros em catadupa, uma vez mais a gravidade a ser protagonista, exercendo o seu efeito aglutinador, comprimindo a matéria abundante, elevando a temperatura até ao ponto em que os átomos de hidrogénio se fundem uns nos outros, ejaculando energia num nuclear êxtase de luz, gerando uma prole de novos elementos, parindo em tetania as peças elementares de que somos feitos. Discos de acreção, num remoinhante baile celeste, convertendo-se em minúsculas mas crescentes entidades, um cortejo protoplanetário em torno do luzeiro. Milhares de milhares de estrelas, aglomeradas em galáxias, vivendo até ao esgotamento do combustível, ruindo no final para dar lugar a uma nova geração, as ondas de choque dos estertores da morte servindo de rastilho à reorganização dos gases, um empurrão cinético que permitirá a ignição. Pélagos espaciais, milhões de anos-luz, preenchidos por longos e brilhantes fios galácticos, numa rede aparentemente homogénea e isotrópica, um universo finito mas ilimitado, expandindo-se eternamente ou, quem sabe, atingindo um ponto em que o retrocesso se tornará inevitável, até que, éons depois, a grande implosão tratará de devolver ao universo a singularidade. E o ciclo a repetir-se…

Vídeo: Nascimento, Vida e Morte de Uma Estrela (http://www.youtube.com/watch?v=za4KL0l89gw )

 


publicado por V.A.D. às 03:04
link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De Lazy Cat a 22 de Novembro de 2007 às 10:56
Longos e brilhantes fios de luz....são os universos gigantes e diminutos, ora vivas ora lutos a que a tua escrita nos conduz....

Um beijo.
R.


De V.A.D. a 23 de Novembro de 2007 às 01:19
Gostei muito da forma como conseguiste sintetizar essa dupla faceta, que creio existir em tudo: num ciclo constante e infindável, beleza e fealdade, alegria e tristeza, vida e morte sucedem-se, o testemunho da mudança perante os nossos olhos...
Desejo-te uma noite muito, muito agradável!

Um beijo... :-)


De ______ a 22 de Novembro de 2007 às 12:05
Acho q tens noção de como é complicado comentar estas realidades, achamos sempre que temos a vida nas mãos, esquecemo-nos de q somos mortais e que todos os dias o Universo se renova, aliás a cada fracção de luz... Escreves difícil, mas bonito e a reflectir, fazes-me pensar, obrigada.

Beijos V.A.D. :)



De V.A.D. a 23 de Novembro de 2007 às 01:21
Tenho noção de que estas realidades não são abordadas com frequência, e admito que não é fácil escrever sobre elas. Não querendo usar uma linguagem demasiado técnica, não posso evitar o uso de alguns termos menos usuais mas, garanto-te, esforço-me imenso por emprestar alguma beleza à escrita, sem deixar de lado a realidade científica.
Tem-me dado um grande prazer, este exercício, até porque me tenho obrigado a reflectir sobre aquilo que referes: a nossa pequenez, perante a imensidão de um Universo cheio de maravilhas.
Eu é que tenho de te agradecer; as tuas gentis palavras são um inapreciável incentivo.
Desejo-te uma noite cheia de agradáveis momentos!

Um beijo... :-)


De Fisga a 22 de Novembro de 2007 às 16:47
AMIGO V. A. D. NÃO É NOVIDADE PARA SI QUE EU AQUI FICO COMO O PEIXE FORA DE ÁGUA. MAS SEMPRE TENHO OS MEUS PONTOS DE REFERÊNCIA PARA ME APOIAR, E ELES SÃO OS AUTORES DOS COMENTÁRIOS QUE VOCÊ HABITUALMENTE RECEBE, SÃO PESSOAS QUE EU LEIO, EMBORA NORMALMENTE NÃO COMENTO PORQUE AINDA ME ESTOU A INICIAR, NESTAS ANDANÇAS. MAS QUE EU VEJO QUE SÃO PESSSOAS CREDENCIADAS. POR MIM NÃO SEI DISCUTIR MAS ADMIRO, E VEJO QUE O QUE EU JÁ TENHO DITO, MAIS UMA VÊS SE CONFIRMA. UM ABRAÇO . FISGA.


De V.A.D. a 23 de Novembro de 2007 às 01:21
Caríssimo amigo, ninguém é peixe fora de água, neste espaço! Reconheço que alguns dos temas que tenho abordado não são muito comuns, mas todas as opiniões são importantes.
Uma vez mais lhe agradeço as palavras, sempre gentis, assim como as suas visitas assíduas. Aproveito também para lhe desejar uma óptima noite.

Um abraço.


De Emanuela a 22 de Novembro de 2007 às 18:56
Puxa! Esta senhora, a dona Gravidade, é mesmo muito mais incrível do que eu jamais parei para pensar...E esta dança de amor que ela prepara...
Maravilhosa!
Parabéns! Mais uma vez te superaste nas palavras. Conseguiste fazer poesia, dança,sexo,amor com elementos que meus olhos viam de forma tão distante...
Um beijo!


De V.A.D. a 23 de Novembro de 2007 às 01:23
Esta senhora, a D. Gravidade, é a mais mal compreendida de todas as quatro forças elementares que regem o Universo, mas tem, sem dúvida, extraordinárias capacidades... :-)
Obrigado, amiga! São de um incalculável valor, as gentis palavras com que me presenteias. Contudo, refiro-te que me limito a olhar para a Natureza através de ângulos diversos e, às vezes, vejo em certos eventos um paralelismo que pode ser estabelecido em relação a acontecimentos muito mais prosaicos...
Desejo-te uma excelente noite!

Um beijo... :-)


De Emanuela a 23 de Novembro de 2007 às 01:48
Pois, esta senhora tem até uma capacidade que não aprecio muito( assim como muita gente). Ela tem esta rara capacidade de , com o tempo, fazer com que fiquemos um tanto "caídos", no verdadeiro sentido da palavra. Isto não é muito legal da parte dela, mas depois que tu a enalteceste tanto, vou olhá-la com um pouco mais de camaradagem...
Desejo-te uma noite com ações positivas desta senhora.
Beijos!


De V.A.D. a 23 de Novembro de 2007 às 01:57
Amiga, há mudanças inevitáveis e essa que referes é uma delas, à qual nos temos de habituar. Contudo, creio que há alguns aspectos muito mais importantes na nossa existência que a mera aparência jovem: é preciso que nos mantenhamos jovens de espírito e, se conseguirmos isso, então não há Senhora que nos "deite abaixo"!
Desejo-te uma noite muito, muito agradável!

Um beijo... :-)


De teresworld a 23 de Novembro de 2007 às 00:18
Amigo VAD,

Adorei estas "Mudanças" acompanhadas de excelentes videos e explicadas de uma forma diferente... menos ficcionadas.
O universo, uma matéria que prende a minha pequena atenção em torno de grandes questões.

Um beijo universal

Teres


De V.A.D. a 23 de Novembro de 2007 às 01:27
Agradeço-lhe, amiga, as suas gentis palavras e refiro que este é um dos meus temas favoritos: o Universo, a sua grandeza e os seus mistérios, desvendados pouco a pouco numa caminhada sinuosa através dos trilhos do conhecimento.
Desejando-lhe uma excelente noite, retribuo o seu...

... Beijo universal... :-)


Comentar post

.quem eu sou...

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

blogs SAPO

.subscrever feeds