Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

Os Outros (I)

“Acordei em sobressalto, no meio de uma sufocante desordem de pensamentos em tropelia, a consciência a ganhar forma rápida e titubeantemente, todavia ainda isolada do mundo por uma cegueira sensorial que abalava a minha placidez. Sentia-me protagonista de um filme sem conteúdo, projectado inexequivelmente depressa sobre uma tela defeituosa e ondulante. Um fosso de temores separava-me da vontade de abrir os olhos, o alarmante receio de que o corpo não obedecesse às ordens do cérebro impedia que me movesse. Pressentia a penumbra de um lugar frio e cinzento e um desconforme murmúrio de movimentos quase inaudíveis fazia-me crer que alguém se encontrava à espreita do meu despertar. Compreendi que devia virar os meus esforços para a necessidade de recordar o que me colocara naquela estranha situação, em que receava nem sequer ter a habilidade de me reconhecer. Percebi-me deitado de costas, nu sobre um catre duro mas de textura aveludada, os braços alinhados ao lado do corpo e as pernas estendidas. Cautelosamente, entreabri os olhos e sufoquei o grito que de imediato se formou na minha garganta…”

V.A.D. em Os Outros.

Imagem: Cegueira Sensorial (original em http://wado.podomatic.com/2007-04-02T11_03_15-07_00.jpg)

música: Sinkin' Soon (Norah Jones)

publicado por V.A.D. às 00:35
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De dhyana a 29 de Outubro de 2007 às 11:14
Cá para mim não se manterá sufocado por muito tempo...
Devo ficar curiosa?
Beijos...


De V.A.D. a 30 de Outubro de 2007 às 02:08
Espero ter sido capaz de suscitar a tua curiosidade... :-)
Estou a tentar, uma vez mais, produzir algo que se assemelhe a um conto curto, com um princípio cheio de suspense, um meio razoável em termos de escrita e um fim inesperado. Veremos se vou conseguir atingir estes objectivos...
Desejo-te uma noite muito, muito agradável!

Um beijo... E um sorriso... :-)


De bcancersurvey a 29 de Outubro de 2007 às 11:40
Olá,

Embora o relato esteja romanceado, a ser verídico, parece-me tratar-se de um fenómeno denominado CATALEPSIA PROJECTIVA. Eis a definição:

Na projeciologia e conscienciologia, a catalepsia projetiva ou catalepsia astral, também conhecida na medicina como paralisia do sono ou paralisia noturna e no brasileiríssimo como pisadeira, é um fenômeno natural, temporário e benigno do ser humano que ocorre durante o sono.

Importante, a catalepsia projetiva não deve ser confundida com a catalepsia patológica, que é uma doença rara.

A chamada paralisia do sono acontece durante o sono, como forma de evitar que o corpo se mova durante os sonhos. É um fenómeno natural que ocorre todas as noites, embora seja raramente notado pela própria pessoa enquanto se dorme. Momentos antes da mente despertar, a paralisia cessa. Por isso, raramente se tem consciência da sua existência. Se, porventura, a mente despertar antes do mecanismo de paralisação ser desactivado, ocorre a consciência da paralisia do sono.

Esta consciência pode ser muito perturbadora, pois o indivíduo dá por si mesmo completamente paralisado, incapaz de mover os membros. A mente ainda está a atravessar um período de transição entre o estado de sono e o estado de vigilia (ou vice-versa) e nessa altura podem surgir alucinações hipnagógicas: presença de uma pessoa, ouvir vozes ou sons, sensação de flutuação ou de se sair do próprio corpo, imagens de pessoas, visualização de objectos, sensação de ver em redor mesmo tendo os olhos fechados, etc. Tanto as alucinações como a própria paralisia são inofensivas, existindo quem aproveite esta fase para induzir sonhos lúcidos ou alucinações agradáveis, e acontecem ocasionalmente, como resultado de uma má alimentação, maus hábitos de sono, estresse, etc. Por vezes, podem indicar a existência de um outro problema maior, como, por exemplo, a narcolepsia.

Ao fim de algum tempo (que pode variar de alguns segundos até cerca de três minutos), a paralisia cessa e o corpo readquire capacidade de se mover novamente. Um dos conselhos mais usuais é ficar parado a respirar lentamente e esperar que passe. Enquanto se concentra na respiração, a mente divaga e quando menos espera o corpo deixa de estar paralisado. Pode-se tentar mover um dedo e lentamente mover o resto da mão, do braço, etc até que todo o corpo se mova. Outra técnica popular é piscar varias vezes, ou fechar os olhos fazendo um pouco de força. De qualquer dos modos, o corpo acabará por "desactivar" a paralisia.

Estima-se que até 60% da população mundial já tenha passado por essa experiência pelo menos uma vez na vida. Em algumas culturas, isso significava pré-disposição ao xamanismo e contato com o mundo dos espíritos.


SINTOMAS
Quando a pessoa despertar depois do sono e tentar:

Abrir os olhos, mas eles não se moverem.
Mexer alguma parte do corpo, mas não conseguir.
Gritar ou pedir ajuda, mas não sair nenhum som.
Podem ocorrer outros sintomas como:

Enrijecimento dos membros
Insensibilidade
Alucinações

in http://www.google.pt/search?hl=pt-PT&q=catalepsia+projectiva&btnG=Pesquisa+Google&meta=lr%3Dlang_pt


De V.A.D. a 30 de Outubro de 2007 às 02:20
Tenho conhecimento desse estado de catalepsia, e também isso serviu de base à construção da primeira parte daquilo que pretendo venha a ser um conto curto, na área da ficção científica, a par com a sensação de desorientação resultante, por exemplo, da saída de um estado de perda de consciência. Aproveitei o facto de alguns investigadores verem neste estado cataléptico a explicação de muitos fenómenos, uns considerados do domínio do paranormal, outros relacionados com as chamadas abduções, supostamente levadas a cabo por extraterrestres.
É claro que agradeço a sua intervenção, assim como os esclarecimentos que aqui trouxe, sempre importantes para o aumento de algo que considero fundamental na nossa vida: o conhecimento. Aproveito para lhe desejar uma excelente noite.

Cumprimentos.


De Lazy Cat a 29 de Outubro de 2007 às 11:50
...e lá vamos nós ter que esperar ansiosamente pelo resto....ai!

Que génio para o suspense....


Meu beijo de gata, arrepiada!


De V.A.D. a 30 de Outubro de 2007 às 02:27
Espero ser capaz de manter viva a curiosidade, ao longo dos "capítulos" que faltam... :-)
Veremos se o conto tem a capacidade de agradar... Desejo-te uma noite isenta de suspense e cheia de serenidade!

Um beijo...


De Lazy Cat a 31 de Outubro de 2007 às 00:25
Já devias saber....que bebo as tuas palavras como água no deserto!

Não sabes?

Sabes sim!


De V.A.D. a 31 de Outubro de 2007 às 01:19
Acho que sei, mas sei que aquilo acho nem sempre coincide com a realidade... :-)
Votos de uma noite... saciada!

Um beijo... :-)


De Emanuela a 29 de Outubro de 2007 às 18:08
Hum...Posição completamente incômoda, a ficar sendo observado por sabe-se lá quem...E pela forma como acordou, certamente não havia dormido de um sono normal, mas sim induzido por "outros"... Será? Mistério!!!!
Fico aguardando o seguimento.
Beijinhos.


De V.A.D. a 30 de Outubro de 2007 às 02:32
Um estado semelhante ao da catalepsia... Um profundo descontrolo sensorial... De facto, estes poderiam ser sintomas resultantes de meros distúrbios orgânicos, mas... ;-)
Espero que o conto curto que está a ser construído possa corresponder às expectativas...
Desejo-te uma magnífica noite!

Um beijo... E um sorriso :-)


De MalucaResponsavel a 29 de Outubro de 2007 às 19:36
ler-te é um desafio. aos meus sentidos. ao meu vocabulário. às minha interpretação daquilo q leio. sei q nem sp te leio da melhor forma. sei q nem sp interpreto o q leio no sentido em q o escreves. mas isso é mau? bj


De V.A.D. a 30 de Outubro de 2007 às 02:37
Obrigado, amiga. Fico muito contente por saber que a minha escrita é desafiadora, e que as ideias estão transcritas de forma a poderem ter mais do que um sentido, deixando a quem lê a possibilidade de interpretar... Acho que isso é bom, pois obriga a pensar...
Desejo-te uma noite muito, muito agradável!

Um beijo... :-)


De Sónia a 30 de Outubro de 2007 às 20:19
Escreves de uma maneira incrível. adoro ler estas aventuras! bjs


De V.A.D. a 31 de Outubro de 2007 às 01:32
Espero que possas continuar a gostar do que escrevo... Obrigado; és muito gentil!

Um beijo...


Comentar post

.quem eu sou...

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

blogs SAPO

.subscrever feeds