Sábado, 6 de Outubro de 2007

Uva

Estava ali sentado ao sol, de olhos abertos e mente errante, recostado ao centenário e frondoso carvalho, aproveitando o ameno calor daquela manhã de Outono. No vale abaixo, a névoa ainda não se dissipara por completo, dando à paisagem um aspecto fantasmagoricamente esbatido, os detalhes diluídos como numa aguarela. Olhei para o terreno à minha frente, despido do trigo dourado que ainda algumas semanas antes ondulava ao sabor da brisa morna das tardes de Agosto. Retrocedi até outros anos, já distantes no tempo, em que as cepas, carregadas de grandes e doces cachos de diagalves, enchiam de cor toda aquela encosta de suave inclinação. Pareceu-me ouvir a vozearia dos vindimadores e vi-me ainda miúdo, a correr pelo carreiro acima com um cacho surripiado numa mão e um camião de brincar noutra, seguido de perto pelos companheiros de brincadeiras, para me ir sentar no mesmo banco improvisado onde me encontrava. Sorri… Há coisas que parecem nunca mudar. Definitivamente, as memórias agradáveis permanecem…

Imagem: Diagalves (www.fantasmablu.com/MVC-218S.JPG)

música: Summer Wine (Nancy Sinatra & Lee Hazelwood)

publicado por V.A.D. às 00:25
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De Cöllyßry a 6 de Outubro de 2007 às 23:19
Umm, que saudade deu, das vindimas na aldeia, que já não vou há muito...e o vinho doçe...delicia...

Doce beijo


De V.A.D. a 7 de Outubro de 2007 às 21:43
Ah...! As saudades de outros tempos... De cada vez que certas recordações afloram, sinto-me invadido por uma sensação de envolvente melancolia ... Mas a vida continua e, embora seja importante fazê-lo, recordar não é viver... :-)
Bom final de domingo!

Um beijo...


De In a 7 de Outubro de 2007 às 01:49
Que seria de nós sem essas memórias...

Um beijo...


De V.A.D. a 7 de Outubro de 2007 às 21:47
Em meu entender, parte daquilo que somos é o somatório das nossas memórias. Por isso, subscrevo na íntegra a afirmação que faz em jeito de pergunta...
Votos de um excelente final de domingo!

Um beijo... :-)


De Emanuela a 7 de Outubro de 2007 às 02:16
Não há nada como as doces lembranças da alegria da nossa meninice.
Beijinhos!


De V.A.D. a 7 de Outubro de 2007 às 21:52
As memórias ajudam-nos a perspectivar a realidade, e revivê-las é um exercício de grande importância. A mim, traz-me uma imensa serenidade, disfarçada de aconchegante saudade...
Votos de um magnífico final de domingo!

Um beijo... :-)


De MalucaResponsavel a 7 de Outubro de 2007 às 20:06
agr fiquei c vontade d comer uvas... isso n s faz!!!!!


De V.A.D. a 7 de Outubro de 2007 às 21:54
Hummm ... A par com as cerejas, as uvas são as minhas preferidas... Se me fosse possível, partilharia contigo um cachito de "cardinal" que comprei hoje... :-)
Bom final de domingo!

Um beijo... :-)


De Rhiannon a 8 de Outubro de 2007 às 01:46
A perenidade das memórias boas alimenta este nosso dia a dia.
Bela imagem e, claro está, bela música.


De V.A.D. a 8 de Outubro de 2007 às 02:07
Acho que a vida seria bem mais feia se não pudéssemos recordar os momentos agradáveis dos tempos em que a nossa personalidade começava a tomar forma...
Obrigado, pela "presença" e pelas palavras.
Votos de uma excelente semana!

Um beijo...


De halfhearthalfstone a 8 de Outubro de 2007 às 11:04
Felizmente elas permanecem, para nos fazer recordar de tudo de bom que pela nossa vida passa, e infelizmente elas permanecem para nos fazer sentir saudade.

Um beijinho, amiguito!


De V.A.D. a 9 de Outubro de 2007 às 01:15
A saudade... A saudade desses tempos de meninice, tempos despreocupados e de crescimento a todos os níveis, é algo que não considero negativo. É uma parte daquilo que somos, é um tijolo importante no nosso edifício mental.
Votos de uma magnífica noite!

Um beijo...


De dhyana a 10 de Outubro de 2007 às 12:37
Estou aqui a pensar, porque será que o meu amigo VAD anda a viajar pelas estradas da infância? Nostalgia?
Mas um bom cacho agora marchava, e mais a noite, o cacho feito vinho, "Quinta da Bacalhoa" que é um vinho exepcional. Pronto, já te estraguei a dieta.
Beijo.


De V.A.D. a 11 de Outubro de 2007 às 01:29
Aquilo que pensaste, minha amiga, corresponde inteiramente à verdade: às vezes fico assim nostálgico e recordo-me da infância, ainda tão próxima no tempo (eheheheh), e dá-me uma vontade incrível de transformar em palavras, certas memórias que me apetece partilhar...
Dieta? Que falou de dieta? Não preciso de coisas dessas; não sou dado a excessos relacionados com a gula, a não ser em certos fins-de-semana em que os amigos, a boa comida e a excelente conversa apelam ao fluir do vinho... :-)
Humm... A tua sugestão irá ser tida em conta: procurarei essa famigerada “pomada”...!

Um beijo... Sóbrio ;-)


Comentar post

.quem eu sou...

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

blogs SAPO

.subscrever feeds