Quinta-feira, 4 de Outubro de 2007

Atitude

“Deitado sobre a erva macia, debaixo da luz ténue das estrelas daquele céu límpido e seco, sentia-me tranquilo, pela primeira vez em muitos anos. Talvez fosse a escuridão silenciosa, a minha melhor amiga…Nada daquilo que me havia atormentado parecia fazer sentido então, pois a determinação tinha tomado conta de mim, qual mãe confiante encorajando um filho com palavras de incentivo. Conduzi os meus pensamentos até aos dias soalheiros da minha infância, cheios de brincadeiras e de jogos, preenchidos pelas maravilhosas aventuras de quem tem um mundo inteiro para descobrir. A minha pátria era esse admirável Universo, onde cada enigma resolvido conduzia a um novo mistério, onde cada obstáculo, aparentemente intransponível, acabava por ser derrubado para que logo na minha frente se erguesse outro, ilusoriamente insuperável. Na verdade, aqueles tempos de constante aprendizagem e adaptação, já tão distantes, pouco diferiam da situação em que me via envolvido. A atitude perante a vida, a maneira como encararia os desafios e a confiança que iria depositar nas minhas capacidades, teriam de ser as mesmas que havia experimentado nos anos da minha meninice. Afinal, a minha pátria é a mesma: continuo a sentir-me uma criança…”

V.A.D. em Algures.

Imagem: Estrelas (www.astronomyblogs.com/member/xanadu/images/omega_cent_ngc5139_tsp20070_scale.jpg)
música: Shine On (Blind Zero)

publicado por V.A.D. às 02:19
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De In a 4 de Outubro de 2007 às 02:34
"A atitude perante a vida, a maneira como encararia os desafios e a confiança que iria depositar nas minhas capacidades, teriam de ser as mesmas que havia experimentado nos anos da minha meninice. Afinal, a minha pátria é a mesma: continuo a sentir-me uma criança…”
Não podia estar mais bem dito, não podia rever-me mais...

Um beijo...


De V.A.D. a 4 de Outubro de 2007 às 02:45
Sabe, é agradável saber que há pessoas que sentem as coisas da mesma forma que sinto... Embora a existência seja cheia de imperfeições, devemos encará-la como um constante desafio, como se a víssemos através dos olhos de uma criança... :-)
Votos de uma excelente noite!

Um beijo...


De Emanuela a 4 de Outubro de 2007 às 02:37
Sem dúvida, uma infância bem vivida na segurança e no aconhego, são capazes de moldar o ser que seremos: fortes, ou covardes diante da vida. Se todos os pais e mães tivessem a consciência do quanto isto vai importar na vida daqueles qe geraram... Mas a vida é aprendizado para todos, e pais nada mais são do que pessoas: cheias de imperfeições.
Lindo teu post. Que continues a ser esta eterna criança otimista.E que teu céu esteja sempre repleto das mais belas estrelas!
Um beijo!


De V.A.D. a 4 de Outubro de 2007 às 02:50
É ao longo da vida que aprendemos a lidar com as dificuldades, mas a infância é um lugar especial, onde o oleiro molda a peça de barro que é o carácter...
Obrigado, amiga, pelas tuas palavras...
Que a tua noite seja muito, muito agradável!

Um beijo... :-)


De dhyana a 10 de Outubro de 2007 às 12:28
... acho que ainda conservo a minha alma de criança, amo energicamente e odeio igual, sou furiosamente curiosa e impacientemente directa.
beijo barulhento ;)


De V.A.D. a 11 de Outubro de 2007 às 01:25
Também prefiro não usar máscaras nem me servir de rodeios. Se não sei algo, não tenho vergonha de perguntar. Amuo com facilidade, mas as explosões de alegria e contentamento são muito mais frequentes. Cada coisa nova é um fascinante mundo para descobrir e tentar entender... Posso não deixar transparecer, mas a vida apetece-me, da mesma forma intensa e avassaladora que me apetecia enquanto criança... Pelo que leio de ti, sinto que também és assim... :-)

Um beijo... Irrequieto ;-)


Comentar post

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds