Quarta-feira, 3 de Outubro de 2007

Fera (II)

“Um som cavo e gutural, um rosnido alienígena de pôr os cabelos em pé e os nervos em franja, continuava a sair por entre os alvos e afiados dentes da enorme criatura de aspecto felino. A atitude agressiva era prenúncio de um ataque eminente, e eu tinha de fazer algo, e bem depressa. Precisava de confrontar os meus medos, em vez de fugir deles. Olhei para a mochila, a um ou dois metros de distância; a solução para o meu problema encontrava-se no seu interior, mas era-me impossível alcançá-la sem que me movesse, e parecia-me que qualquer acção da minha parte iria desencadear a acometida. Permaneci no mais absoluto silêncio enquanto tacteava o frio solo de pedra, procurando a garrafa de água de que momentos antes me tinha servido, para matar a sede. Assim que a encontrei, delineei mentalmente um plano louco e improvável, mas que talvez representasse a minha única hipótese de sair dali com vida. Arremessei o objecto com todo o meu ímpeto e rolei sobre mim próprio, agarrei a mochila, que felizmente estava aberta, e peguei na arma carregada e pronta a disparar. Lembro-me de premir o gatilho e de ouvir o estampido seco do disparo, enquanto o vulto negro da fera voava na minha direcção…”

V.A.D. em Algures.

Imagem: Medos

música: Hold Still (David Fonseca & Rita Redshoes)

publicado por V.A.D. às 01:58
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Emanuela a 3 de Outubro de 2007 às 02:15
Não me imagino com uma arma na mão... Neste caso, certamente eu seria estraçalhada pelo cão, se o meu São Benedito não me protegesse...he,he.
Desejo-te uma noite sem feras!
Um beijo.


De V.A.D. a 3 de Outubro de 2007 às 02:21
A necessidade pode levar muitas vezes à tomada de medidas extremas e, neste caso, perfeitamente justificadas, eheheheh .
Não te esqueças que qualquer semelhança desta estória com a realidade é mera coincidência... :-)
Agradeço-te, e também eu te desejo uma noite pacífica!

Um beijo... :-)


De JoãoSousa a 3 de Outubro de 2007 às 20:29
a tua escrita leva-me a olhar por vezes para trás, pensando que realmente uma fera irá aparecer. a tua descrição, tanto física como sonora envolve-nos completamente nestas historias, não deixando para trás a outra leitura que delas se pode retirar.


De V.A.D. a 4 de Outubro de 2007 às 02:00
Obrigado, meu amigo! Agrada-me e incentiva-me saber que consigo transmitir sensações, além de palavras.

Um abraço.


De dhyana a 10 de Outubro de 2007 às 12:15
Eu cá teria disparado mais mil tiros se me visse numa situação dessas.
Beijos.
ps: Não vais acabar aqui pois não?!!! ;)


De V.A.D. a 11 de Outubro de 2007 às 01:24
Vermo-nos perante uma situação assim seria certamente assustador. Felizmente, esta segunda parte da estória é mera ficção.
De facto, penso dar seguimento a esta aventura, mas ainda não sei qual vai ser o desfecho... :-)

Um beijo...


Comentar post

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds