Terça-feira, 18 de Setembro de 2007

Noite

“Assim que saí do carro que acabara de arrumar na garagem, senti na face a pungente bofetada da diferença de temperatura. Era uma noite gélida, o orvalho depositava-se na relva e as estrelas viam-se com a limpidez de um céu de Inverno. No pequeno bosque ao lado de minha casa, as folhas sussurrantes dos velhos carvalhos pareciam embrenhadas numa conversa sem fim, desfazendo alegremente o silêncio, animadas pela brisa suave que soprava de norte. A lua acabada de nascer, alaranjada sobre o horizonte plano das lezírias e ampliada pela lente atmosférica, parecia agigantar-se no céu escuro, criando sombras fantasmagóricas e impregnadas de movimentos cadenciados. Inspirei profundamente aquele ar ainda puro, prenhe de cheiros silvestres misturados com os aromas das flores bem cuidadas que cresciam nos vasos do alpendre. Detive-me por uns instantes, permitindo que o frio da noite se me entranhasse na pele, antecipando o suave e envolvente calor da lareira, que sabia acesa. Subi os três degraus, tirei a chave do bolso e abri a porta de casa…”

V.A.D. em Algures.

Imagem: Lua (www.gracemonkey.com/thunder.jpg)

 

música: Lost Cause (Beck)

publicado por V.A.D. às 02:04
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Ivete a 18 de Setembro de 2007 às 20:33
Linda noite,descrita magnificamente.
Um abraço!


De V.A.D. a 19 de Setembro de 2007 às 02:20
É com alguma frequência que sinto a noite desta forma...
Agradecendo a visita e o comentário, desejo-te uma magnífica noite! :-)

Um beijo...


De Emanuela a 19 de Setembro de 2007 às 02:41
Olá meu amigo...
Deixei comentário ontem neste post, mas como tenho estado com problemas de conexão, fiquei em dúvida se havia entrado ou não. Preferi aguardar até hoje para não correr o rsco de repetir o comentário.
Quanto á noite de inverno, descrita magnificamente...
E a beleza se torna ainda maior nela, quando sabemos que o aconchego do lar nos aguarda.
Um beijinho e o desejo de uma noite serena!


De V.A.D. a 20 de Setembro de 2007 às 01:42
Tenho a sorte de viver num lugar assim, onde o silêncio da noite só é perturbado pelas melodias da Natureza e onde a vista alcança vastas planícies, quer da terra, quer do céu nocturno...:-)
Obrigado! Que a tua noite seja muito agradável!

Um beijo...:-)


De teresworld a 19 de Setembro de 2007 às 23:14
"Inspirei profundamente aquele ar ainda puro..." e por momentos senti os aromas que pairavam no ar... tal a beleza das palavras.

Gostei imenso desta noite tranquila...

Um beijo

Teres


De V.A.D. a 20 de Setembro de 2007 às 01:46
Poder inspirar profundamente um ar que ainda nos traz cheiros de plantas e de flores é, de facto, uma maravilha... Sinto-me cheio de sorte, por isso...
Agradeço as suas gentis palavras, e formulo o desejo de que a sua noite seja também cheia de tranquilidade.

Um beijo...


Comentar post

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds