Quarta-feira, 1 de Agosto de 2007

Simultaneidade

O Universo físico é feito de factos e dos seus contrários. Normalmente não temos consciência dos paradoxos porque não vemos todos os lados de uma coisa em simultâneo. O cubo paradoxal pode ser visto de várias perspectivas. À primeira vista, olhamo-lo de baixo mas, olhando de novo, o quadrado do fundo parece saltar para a frente, dando-nos a impressão de que vemos o cubo de cima. Num terceiro olhar, o objecto sólido achata-se, e em seu lugar parece emergir uma figura abstracta de doze linhas. Contudo, nunca podemos ter as três visões ao mesmo tempo. No acto da observação, o paradoxo do cubo é resolvido momentaneamente e, de acordo com a mecânica quântica, os paradoxos do mundo físico são resolvidos de maneira análoga.

Olhemos agora para um ser humano. Não poderá também a sua complexidade ser entendida mais facilmente à luz de um procedimento semelhante?

Imagem: Cubo Paradoxal

música: Fácil de Entender (The Gift)

publicado por V.A.D. às 02:37
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Ticha *(-_-)* a 1 de Agosto de 2007 às 09:55
Olá,

Muito interessante, o ser humano é um ser complexo e não poderá ser compreendido se só tivermos uma visão...

Bjokas


De V.A.D. a 2 de Agosto de 2007 às 01:41
É assim, complexo, o ser humano... Em meu entender, só nos podemos aproximar da compreensão se soubermos vê-lo de diversos ângulos. É certo que é mais fácil dizer ou escrever que fazer...:-)

Beijinhos...


De Caminhar é preciso a 1 de Agosto de 2007 às 16:14
OLá!!!

Gosto mto do teu blog, mas quando você posta, a letra esta em branco e seu texto não aparece na area de post que também é branca!!!

Se você puder mudar a cor da letra ficaria legal!!

Até


De V.A.D. a 2 de Agosto de 2007 às 01:45
Pois... Eu já tinha percebido isso, e peço desculpa por este pormenor tornar um pouco mais difícil o acesso à escrita, mas optei por não alterar as cores. Mas também só tens de clicar em cima do título do post para o conseguires ler...

Beijinhos...


De Emanuela a 2 de Agosto de 2007 às 00:38
Sem dúvida, para que possamos entender alguma coisa, ou alguém, precisamos olhar de vários ângulos... O problema é que a maioria de nós não se dá o tempo para isto antes de formar um julgamento,de tirar suas conclusões...Beijinhos!


De V.A.D. a 2 de Agosto de 2007 às 01:52
Na verdade, há a tendência, que eu diria cega, de fazer julgamentos precipitados. Embora haja quem consiga tirar conclusões acertadas acerca de certas situações ou pessoas, não há nada como uma análise feita de diversas perspectivas para que o resultado seja mais seguro...

Beijo...:-)


Comentar post

.quem eu sou...

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

blogs SAPO

.subscrever feeds