Sexta-feira, 20 de Julho de 2007

Condicionamento

Governos e religiões sempre usaram condicionamentos operantes para conseguir que as pessoas ajam e morram por uma causa. Mesmo que a causa seja justa, qualquer condicionamento é iníquo. É preocupante que os resultados dependam tanto do espectro moral de quem formula as contingências. Não suporto reis-filósofos da república, nem falsos santos, opulentos e hipócritas. Detesto a forma como a informação é manipulada e assusto-me com o assentimento acéfalo. A propaganda é uma arma, mas a inteligência devia bastar para que se evitasse o logro…

Imagem: Propaganda (www.signs-of-the-times.org/image/image/501/medium/hitler_propaganda.jpg)


publicado por V.A.D. às 02:59
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De dhyana a 20 de Julho de 2007 às 10:11
Não só a inteligência, tb o bom senso e uma certa capacidade analítica. O manipulado na maioria das vezes é ignorante e fraco. Tb o manipulador é na maioria das vezes muito inteligente e sem escrúpulos nenhum. Portanto há que ter bom senso e saber recuar e analisar a informação de fora e se conseguirmos até de uma forma neutra.
"A escuridão envolve-nos a todos, mas, enquanto o sábio tropeça numa parede, o ignorante permanece tranquilo no meio da sala" (frase de Anatole France).
Beijos...


De V.A.D. a 21 de Julho de 2007 às 01:41
Referi-me à inteligência num sentido lato e estou em total concordância contigo. Aparentemente, ela não basta, pois tantas vezes constatamos que há pessoas inteligentes seguindo líderes de uma forma muito pouco racional. Somos também muito dependentes de instituições cujo "espectro moral" é muito discutível.
Enfim, devemos manter-nos alerta para que não nos façam lavagens cerebrais...

Beijos...


De dhyana a 20 de Julho de 2007 às 18:06
Por me teres falado do CARVALHO, não resisti a passar novam. para te dizer que adorei a referência, é a minha árvore preferida.
Bom fim-de-semana.
Beijos...


De V.A.D. a 21 de Julho de 2007 às 01:47
O carvalho simboliza a sabedoria, na cultura celta; por isso a referi. Adequa-se plenamente ao teu post, ao teu blog e à autora... :-)
Votos de um fim de semana cheio de alegria.

Beijos...


De Emanuela a 21 de Julho de 2007 às 01:39
Não acho que seja consentimento acéfalo...Nem todos têm a mesma possibilidade de conhecimento, de entendimento.Podemos ter inteligência, mas ainda assim muitas vezes acabamos enredados . As armadilhas da propaganda normalmente são preparadas com muito tempo e consistência... Um abraço!


De V.A.D. a 21 de Julho de 2007 às 02:05
Reconheço muita verdade naquilo que disseste sobre as diferenças no acesso ao conhecimento e sobre as teias da propaganda. Mas, em meu entender, nada justifica o "seguidismo" cego, nomeadamente em relação a situações dramáticas de guerra ou de terrorismo, em que aparentemente a consciência moral desaparece por completo. É contra isso que me rebelo, pois acredito que, no fundo, todos somos capazes de distinguir entre o bem e o mal...
Votos de um maravilhoso fim de semana!

Um beijo...:-)


De alexiaa a 22 de Julho de 2007 às 18:56
Hoje estou carregadinha de tino e neste contexto comento o teu post:).
O fanatismo não é fácil de entender mas é um facto irrefutável e na maioria das vezes executado por pessoas de grande inteligência. Não acho que todos nós consigamos distinguir o bem do mal, quando queremos arranjamos sempre formas retorcidas de justificar actos ou pensamentos menos dignos, as vezes acho que quanto mais inteligentes somos…mais “perigosos” nos tornamos!
Pessoalmente também me revolto com a intolerância levada a extremos mas tento não a encarar cegamente…para não criar uma bola de neve!

Fica bem…


De V.A.D. a 22 de Julho de 2007 às 21:57
Podes sempre comentar os meus posts, seja qual for condição psicológica em que te possas encontrar... :-)
A liderança de qualquer grupo, e em especial de organizações extremistas, é normalmente detida por indivíduos extremamente inteligentes, que se aproveitam da credulidade e do seguidismo de pessoas desesperadamente fáceis de manipular. Arranjar formas retorcidas de justificar actos ou pensamentos pouco éticos é prova de que, no fundo, se faz uma distinção entre o bem e o mal. Mas, como disse alguém, "repita-se uma mentira milhares de vezes e ela tornar-se-á verdade". Creio que isto infelizmente acontece, de facto.
A política do "olho por olho, dente por dente" traz muitas vezes consequências nefastas pois, como disseste, cria-se um efeito cíclico que tende a complicar as coisas ainda mais...
Votos de um óptimo final de domingo.

Um beijo... :-)


Comentar post

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds