Sexta-feira, 8 de Dezembro de 2006

Longevidade - parte 2

A imortalidade é algo a que não devemos aspirar, mas estamos a passar por uma importante revolução científica na compreensão do envelhecimento. O nosso tempo máximo de vida pode ter sido estabelecido pela evolução, porque nenhuma criatura precisa de viver para além dos seus anos reprodutivos. Quando um animal se reproduz cumpre o destino biológico de passar adiante os seus genes. De um modo geral, os seres humanos escapam a este contrato aparentemente cruel por duas razões fundamentais: não temos predadores naturais, e a evolução achou benéfico haverem avós que auxiliem na criação dos netos. Somos, talvez por isso, uma das espécies mais longevas do planeta. Mas... até que idade poderíamos viver? Hayflick ¹ acredita que o tempo limite da vida humana pode ser fixado pelos genes em cerca de 125 anos. Os genes são as unidades fundamentais da hereditariedade e estão reunidos nos cromossomas. Quando uma célula se divide, quer para fazer crescer o tecido, quer para substituir uma célula senescente, os cromossomas são divididos em duas partes iguais. Nas suas extremidades existem umas estruturas, constituidas por fileiras repetitivas de proteína e ADN não codificante, chamadas de telómeros, que têm por função proteger o cromossoma e assegurar que a informação genética seja total e perfeitamente copiada aquando da duplicação celular. De cada vez que a célula se divide, os telómeros são ligeiramente encurtados. Como não se regeneram, ao fim de cerca de 50 divisões celulares deixam de permitir a correcta replicação dos cromossomas e a célula perde a sua capacidade de divisão, deixando de haver renovação dos tecidos. Os telómeros, que aparecem como pontos brilhantes na imagem acima, podem ser os relógios moleculares do organismo.

Fontes: Sci-Am Brasil, Wikipédia, http://www.senescence.info/cells.html (¹)

Imagem: http://www4.utsouthwestern.edu/cellbio/shay-wright/intro/gallery/pna20fish.jpg


publicado por V.A.D. às 23:26
link do post | comentar | favorito
|

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds