Domingo, 3 de Junho de 2007

Simetria

Uma grande revolução tem impulsionado a física de maneira espantosa, abrindo os nossos olhos para uma visão da realidade, simultaneamente nova, poderosa e ainda enigmática. Embora a Natureza guarde ciosamente os seus mais íntimos segredos, começámos recentemente a vislumbrar um nível de ordem no Universo, mais profundo e mais belo nas suas simetrias do que tudo o que ousávamos imaginar ainda há pouco tempo. Desde a antiguidade, as duas perguntas que os filósofos costumavam fazer – do que é feito o mundo? Como funciona? – eram consideradas separadamente e de maneira distinta. Em épocas mais recentes, alguns físicos centravam a sua atenção sobre as partículas subatómicas: electrões, protões e neutrões. Para outros, não eram as partículas em si, mas o seu comportamento e as suas interacções, as forças fundamentais da natureza, o que parecia mais interessante. Nas últimas décadas, porém, as duas abordagens convergiram, porque se tornava claro que os três constituintes do átomo eram de maneira geral compostos por duas classes da partículas, situadas a um nível ainda mais fundamental, denominadas leptões e quarks, possuidoras de notáveis simetrias que nos fornecem chaves para o entendimento das suas interacções e comportamentos. Os cientistas são particularmente sensíveis às simetrias, pois estas confirmam que, sob a miríade de substâncias existentes, jaz um alto grau de ordem e racionalidade; não falta nada, o mundo faz sentido.

Imagem: Super Simetria (www.nahee.com/FOTD/images/Super_Symmetry_.GIF)

música: The Sound Of Everything (Quantic)

publicado por V.A.D. às 02:03
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Oscar Luiz a 3 de Junho de 2007 às 14:15
Acho que nem sempre a perfeita simetria é visível aos olhos.
Precisa ser experimentada com todos os sentidos.
O domingo já começou iluminado depois dos seus gentis votos.
Que o seu seja duplamente melhor!
Um abraço!


De V.A.D. a 4 de Junho de 2007 às 01:19
Antoine de Saint Exupéry escreveu, há uns anos, uma frase que nos obriga a pensar: "O essencial é invisível aos olhos".
Às vezes, podemos sentir sem ver, podemos intuir sem experimentar...

Um abraço!


De Simetria a 21 de Março de 2009 às 20:56
Tenho por missão ensinar aos meus alunos o que é uma simetria. E assim pedi-lhes que procurassem na net simetrias. Foram ter à vossa imagem. Que pena a vossa imagem não ser senão uma falsa simetria.
Lá tive então de pela enésima vez explicar-lhe o que é uma simetria... E não é seguramente nada que se pareça com a vossa imagem. Porque não lhe chamam fractais... e ponto final?


Comentar post

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds