Segunda-feira, 21 de Maio de 2007

Pensamento - parte 2

Quando pegamos numa maçã, percebemos a sua posição, o seu tamanho, a sua forma, a sua cor, a sua textura, a sua dureza e a sua temperatura ao mesmo tempo. Todos estes parâmetros são entendidos simultaneamente e parecem misturar-se; a experiência tem uma unidade à qual chamamos maçã. Cada ser humano tem dentro da cabeça um hiperespaço de n dimensões, ou seja, uma rede de células nervosas que pode acomodar uma variedade quase infinita de padrões, cada um correspondendo a eventos ou objectos únicos. Einstein postulou um hiperespaço de quatro dimensões, um modelo do Universo que consiste nas três dimensões do espaço físico – comprimento, largura e altura – acrescentado de uma quarta dimensão, o tempo. Mas um hiperespaço pode ter um número qualquer de dimensões acima de três. De facto, se o tempo pode ser considerado uma dimensão, porque não podemos fazer o mesmo com a textura, ou com a cor, ou a temperatura? Ou qualquer uma de outras infinitas características de um objecto? Porque não? Provavelmente porque estamos amarrados aos nossos preconceitos. Até o próprio conceito de tempo enquanto dimensão não nos é intuitivo…

Imagem: Pensamento (Rodin) (http://www.cartage.org.lb/en/themes/Arts/scultpurePlastic/UnderstandingSculpture/Patina/WhatisPatina/AugusteRodin/rodinthought1.jpg)

música: Tell Me Now (Mazzy star)

publicado por V.A.D. às 00:59
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Emanuela a 21 de Maio de 2007 às 01:51
Não? Eu sou anormal...Porque pareço muito mais intuição do que razão...Beijinhos e boa noite!


De V.A.D. a 21 de Maio de 2007 às 02:18
Eheheh , não me parece que seja, de forma alguma, anormal. O que eu quis dizer, talvez de uma forma pouco clara, é que quando pensamos em termos de dimensões físicas, vêm-nos à mente as três que são mais comuns: o comprimento, a largura e a altura. O tempo, talvez por ser de uma natureza diferente, parece não caber naquilo que o senso comum define como "dimensão".
Votos de uma excelente noite.

Beijinhos!


De JoãoSousa a 21 de Maio de 2007 às 12:53
Porquê complicar? Como disse antes "os humanos construíram-se assim, envoltos num misticismo estupidamente confuso, ao qual chamaram raciocínio." Porquê complicar o fantástico sabor de uma maçã?


De V.A.D. a 22 de Maio de 2007 às 01:26
Longe de mim querer complicar algo que deve ser, sem dúvida, saboreado, ehehehe... Mas o pensamento existe; pensando, podemos percebê-lo um pouco melhor. Afinal, não queremos todos ter um melhor entendimento da coisas...?
Os meus agradecimentos pela visita e pelo comentário.

Um abraço.


Comentar post

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds