Quarta-feira, 14 de Março de 2007

Chicxulub - parte 1

Quase todos sabemos que foi o impacto de um cometa ou asteróide que trouxe o fim abrupto da era dos dinossáurios. Menos conhecido, entretanto, é exactamento como eles, e tantas outras espécies, se extinguiram e como os ecossistemas se conseguiram reconstituir. A magnitude do evento foi muito além das agressões regulares com que os seres vivos se confrontam. O corpo celeste em rota de colisão flamejou pelo céu a mais de 40 vezes a velocidade do som. Era tão grande que quando a sua borda inferior tocou o solo, a sua parte superior estava à altura de cruzeiro de um avião comercial. O impacto produziu uma explosão equivalente a 100 milhões de milhões de toneladas de TNT, uma libertação de energia maior do que qualquer evento ocorrido no planeta nos 65 milhões de anos que se passaram desde então. Os remanescentes da colisão jazem debaixo da floresta tropical do Iucatão, das ruinas maias de Mayapán e das águas do Golfo do México. A cratera, chamada de Chicxulub, tem aproximadamente 180 kms de diâmetro e é circundada por uma falha circular de 240 kms, aparentemente produzida quando a crosta terrestre reverberou com o choque do impacto. A realidade às vezes supera a ficção na sua capacidade de surpreender e assombrar. É o caso, em relação a esta catástrofe natural. Ela destruiu um mundo e abriu caminho para um novo...

Imagem: Asteróide (www.universetoday.com/am/uploads/2004-0514asteroid-lg.jpg)

música: New Star In The Sky (Air)

publicado por V.A.D. às 01:52
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Notasenroladas a 14 de Março de 2007 às 17:51
Realmente a forma como está construído o Universo transforma a vida, a coisa mais importante para nós, de um momento para o outro em morte que por sua vez origina nova vida, é um ciclo. Será que o nosso ciclo não se irá fechar um dia? O ciclo do homem? reparem que no outro dia caiu nos EUA um fragmento de meteorito, será que um dia não será o meteorito em bruto?
Cumprimentos


De V.A.D. a 15 de Março de 2007 às 01:19
A possibilidade de acontecer algo assim é como que uma nuvem negra a pairar sobre nós. Quem sabe se, na eventualidade de um evento desses, a tecnologia espacial não poderá ser um factor decisivo na salvação da espécie...

Cumprimentos


De InsideOut a 16 de Março de 2007 às 10:50
Ou na salvação ou na destruição...
Esperemos que seja na salvação!


De V.A.D. a 16 de Março de 2007 às 14:24
Reconheço que a tecnologia é uma faca de dois gumes, mas acredito que a humanidade saberá evitar uma catástrofe... :-)

Cumprimentos


Comentar post

.quem eu sou...

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

blogs SAPO

.subscrever feeds