Domingo, 11 de Março de 2007

A Ilha do Dia Antes

"Não vejo na natureza nenhum motivo para acreditar em Deus. Nem sou o único. Estrabão diz que os Galicianos não tinham nenhuma noção de um ser superior. Quando os missionários tiveram de falar de Deus aos indígenas das Índias Ocidentais, conta-nos Acosta, tiveram de usar  palavra espanhola Dios. Não acreditareis, mas na sua língua não existia nenhum termo adequado. Se a ideia de Deus não é conhecida na natureza, deve portanto tratar-se de uma invenção humana... Mas não me olheis como se eu não tivesse sãos princípios e não fosse um fiel servidor do meu rei. Um verdadeiro filósofo não pretende de modo algum subverter a ordem natural das coisas. Aceita-a. Só pretende que o deixem cultivar os pensamentos. (...) Para outros, é uma sorte que existam papas e bispos para reter as multidões da revolta e do crime. A ordem do estado exige uma uniformidade do comportamento, a religião é necessária ao povo e o sábio deve sacrificar parte da sua independência para que a sociedade se mantenha firme. E para impedir que a sua língua seja arrancada. E para evitar ser queimado numa fogueira."

Excerto de A Ilha do Dia Antes, de Umberto Eco. Escritor e filósofo italiano, é autor de diversos romances históricos, entre os quais O Nome da Rosa, obra que viria a ser adaptada ao cinema.

música: Arrefece (Mesa)

publicado por V.A.D. às 02:49
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De Eusinha a 11 de Março de 2007 às 13:03
É curioso... Tenho pensado imenso sobre este tema e sobretudo sobre a invenção humana de um ou de o Deus.
Confesso que ainda não consegui chegar a nenhuma conclusão...


De V.A.D. a 11 de Março de 2007 às 22:35
Acredita-se ou não... Tem-se fé ou não se tem... Eu sou ateu, porque não vejo a necessidade da existência de um Ser Superior para explicar a quase totalidade da realidade onde nos inserimos. Repara que escrevi "a quase totalidade", porque reconheço que há ainda coisas para as quais ainda não foi encontrada uma explicação científica. Contudo, se recuarmos algumas décadas, e compararmos o que se sabia então e o que se sabe agora, verificamos o quanto se evoluiu em termos de Conhecimento. É por isso de supor que a ciência encontrará soluções para alguns dos enigmas que ainda subsistem...

Aproveito para agradecer o teu comentário e desejar-te uma boa semana :-)

Cumprimentos


De artesã a 11 de Março de 2007 às 23:15
Só a sua preocupação pelo facto de existir Deus ou não, já demonstra que acredita em algo ou em alguém superior. Artesã.


De V.A.D. a 12 de Março de 2007 às 01:54
"Quanto menos acredito em Deus, mais falo dele."
(Gesualdo Bufalino, em "Il Malpensante")

O facto de pensar ou escrever sobre deus ou deuses, não implica que acredite nele ou neles.
Às vezes apetece-me escrever sobre este assunto por achar que, nesta época de ciência, deus está a mais; é um conceito, digamos, supérfluo...
Considero, no entanto, que cada um é livre de ser ou não ser crente.

Aproveito para agradecer o seu comentário que, embora sugira implicitamente a sua discordância face à minha posição, é muito bem-vindo.

Cumprimentos


De Insideout a 12 de Março de 2007 às 14:00
Tema polémico...
A religião tem a sua utilidade, tal como a justiça, e outras. Formas de controlo da sociedade e dos comportamentos. Nada de mau, desde que seja utilizada correctamente e sem manipulações.
Boa semana!


De V.A.D. a 13 de Março de 2007 às 01:38
Uma religião cobre todo o terreno intelectual e emocional. Serve de explicação para o universo. Dá benesses, consola... Mas não será por isso castradora da vontade de saber mais? Não será um falso porto de abrigo, de onde os navios que deviam partir para a descoberta de novos mundos, permanecem fundeados?
Interrogações... :-)

Cumprimentos


De Notasenroladas a 14 de Março de 2007 às 18:08
Caro amigo VAD já anteriormente tínhamos debatido o assunto da religião e vou-me repetir A religião é um subterfúgio do homem para explicar o inexplicável. A Religião é uma Ordem Moral, tem sentido único , só um sujeito decide se a deve seguir, a sua inexistência não implicaria o fim da humanidade. Em relação à Justiça/ Direito tal inexistência originaria o fim, pois há uma relação de bilateralidade na vida em sociedade, um sujeito tem um dever e outro tem um direito ( tenho o direito a expressar a minha opinião, os outros membros da sociedade tem o dever de a respeitarem ) e estes dois aspectos regulam toda a vida civilizada.
Cumprimentos


De V.A.D. a 14 de Março de 2007 às 22:06
Estou totalmente de acordo. É por isso que, da mesma forma que me sinto no direito de ser ateu, sou levado a aceitar e respeitar a opinião dos outros, em relação a uma questão que é fé, pura e simples.

Cumprimentos


De defenderportugal a 2 de Dezembro de 2007 às 19:10
Deus foi a maior invenção do homem, para explicar o que não percebia.
Vão sempre acreditar Nele, porque nunca se vai provar que existe, nem que não existe.
As religiões dizem que Deus criou tudo, mas não conseguem explicar como Ele aparece. É a história do ovo e da galinha. Muito complicado, mas um tema dos mais interessantes, como por exemplo o Universo ser infinito. E mesmo que tivesse um fim era porque começava outra coisa. E aí um terreste começa a ficar maluco com estas questões.
Filipe Fernandes


Comentar post

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds