Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2007

337

"Durante todo esse dia, a batalha prosseguira violenta. Vezes sem conta se tinham os hunos atirado contra as fileiras godas, como vagas de uma tempestade, a irromperem sobre os penhascos. As suas setas escureciam os céus até as lanças se baixarem; as bandeiras desfraldadas ao vento, a terra a tremer sob o ribombar dos cascos dos cavalos em pleno ataque. Lutadores a pé, os godos aguentavam as suas formações. Piques inclinados para a frente, espadas, machados e armas de folhas largas brilhavam, prontas para a luta. Arcos tangiam e voavam pedras de arremesso; cornetas ornejavam. Quando o choque se produzia, gritos roucos e profundos respondiam aos uivantes gritos de guerra dos hunos. Depois era cortar, apunhalar, arquejar, suar, matar, morrer. Homens caíam, pés e cascos esmagavam costelas e espezinhavam a carne numa massa vermelha. O ferro abatia-se sobre os elmos, ribombando nas cotas de malha, martelando nos escudos de madeira e nos couros endurecidos que serviam de protecção ao peito. Os cavalos relinchavam e gemiam, gargantas perfuradas ou tendões de jarrete cortados. Homens feridos rosnavam e tentavam atacar ou lutar. Raras vezes alguém tinha a certeza de quem o atingira e ferira. A loucura inundava-os, dominava-os, rodopiando negra através do seu mundo."

Excerto de o Patrulheiro do Tempo, de Poul Anderson. Ficção-científica com fundamento histórico, que nos transporta para épocas remotas e nos faz viver intensamente os dias de um passado obscurecido pela noite dos tempos.

Imagem: Hunos (www.bohemia.cu/2006/06/02/internacionales/atila--4.jpg)

música: I Would Die For You (Garbage)

publicado por V.A.D. às 02:15
link do post | comentar | favorito
|

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds