Sábado, 7 de Junho de 2008

Alter-ego

“Havia ali qualquer coisa, uma vaga sensação de presença insinuando-se-lhe nas profundezas do subconsciente, um contorno desafiador materializando-se num quê tão indistinto quanto indizível, uma abstracta noção de perigo correndo-lhe espinha acima num involuntário eriçar de cabelos, a pele arrepiando-se num ligeiro tremor, os temores ancestrais vertendo-se em gotas de suor frio. Imobilizou-se. Um silêncio sepulcral, acentuado pelo fôlego contido, envolvia-o como um manto tão negro como a escuridão da cave bafienta onde ousara penetrar, e era quebrado apenas pelo pungente martelar descompassado do coração, o sangue carregado de adrenalina latejando nas artérias, a atenção a tudo o que se passava em seu redor redobrando-se numa desproporcionada tensão. Um vulto moveu-se, o raspar de garras no chão de pedra nua chegando-lhe ténue aos ouvidos, os seus olhos divisando o brilho amarelado e doentio de outros olhos, a entidade que invadira aquele lugar supostamente inexpugnável mirando-o num misto de escárnio e desafio. Num salto impossivelmente brusco, atirou-se à figura medonha que reconhecera de imediato, um grito animalesco rasgando-lhe a garganta pelo gume afiado do ódio transbordante. Detestava mortalmente aquele alter-ego…”

V.A.D. em Alter-ego
Imagem: Alter-ego (original em http://imagecache2.allposters.com/images/CORPOD/CB008385.jpg)

publicado por V.A.D. às 03:00
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De Fisga a 7 de Junho de 2008 às 16:57
Quem tem amigos deste calibre, não carece de inimigos. Se eu fizesse parte deste encontro a dois acho que me tinha borrado todo. Um abraço e bom fim-de-semana.


De V.A.D. a 8 de Junho de 2008 às 02:30
O encontro com as nossas facetas mais negras pode ser deveras assustador...

Votos de uma excelente noite e de um magnífico domingo, amigo!

Um abraço.


De Cöllyßry a 7 de Junho de 2008 às 18:46
Doi, quando queremos libertar o Espiríto do peso do fisico...em plena consciência...Que grito este de libertação...
Um bom reto de dia...

Beijo doce


De V.A.D. a 8 de Junho de 2008 às 22:50
São difíceis de entender, algumas das complexidades do ser humano e todos têm facetas obscuras que, a custo, são suprimidas... :-)

Desejo-te uma óptima noite e uma magnífica semana, amiga!

Um beijo e um enormeeeeeeeee sorriso... :-)


De **** a 7 de Junho de 2008 às 23:35
"... uma abstracta noção de perigo correndo-lhe espinha acima num involuntário eriçar de cabelos..." - não fosse o título do texto e não suspeitaria até à última palavra qual a natureza desta presença que vais descrevendo. O texto está especialmente soturno e desperta com especial vigor os sentidos à medida que nos embrenhamos nos seus significados. Há uma agressividade excessivamente animalesca, um medo assustadoramente realista, uma atitude exageradamente instintiva que impressiona e fascina. Já havias falado dum "louco", dentro de "ti" (a personagem), mas esta surge-nos mais repulsiva, mas perversa, mais palpável num contexto que interpretei ( provavelmente erroneamente) como muito metafórico.
Surge um insdiscritível pânico quando não nos identificamos com algo que faz parte de nós mesmos, quando o espelho devolve no nosso olhar "o brilho amarelado e doentio de outros olhos"

"um grito animalesco rasgando-lhe a garganta pelo gume afiado do ódio transbordante" - pouco consigo dizer, meu amigo - está verdadeiramente arrebatador e deveras sublime

Beijos
e um noite na qual este "alter-ego" te dê descanso,

Sophia


De V.A.D. a 8 de Junho de 2008 às 23:20
De facto, amiga, só depois da publicação me apercebi que o título era excessivamente revelador, mas optei por não fazer quaisquer alterações...

O texto nasceu após a leitura de um artigo onde, entre outros, o tema da dissociação de personalidade era abordado. Embora a grande maioria das pessoas nem sequer pense neste assunto, a verdade é que todos nós apresentamos mais do que uma faceta, o ambiente que nos envolve determinando muitas vezes uma alteração de comportamento, as complexidades da mente revelando-se através de atitudes anormais e de sentimentos contraditórios.

Felizmente, amiga, este relato não passa de um exercício de escrita que, no entanto, pode ilustrar algumas situações concretas, em particular a de um indivíduo que conheço bastante bem e do qual sou amicíssimo. Pode dizer-se que lhe conheço algumas lutas intestinas e sei do esforço que faz para resistir ao negrume de algumas das suas facetas...

Fico contentíssimo por ter conseguido criar um escrito credível e com a capacidade de suscitar interesse... :-)

Agradecendo as tuas palavras, sempre cheias de gentileza, desejo-te uma óptima noite e uma excelente semana, amiga!

Um beijo e um enormeeeeeeeee sorriso... :-)




De JoãoSousa a 9 de Junho de 2008 às 20:28
Bem, perdi-me completamente do mundo dos blogs e pelos vistos perdi-me por bastante tempo! Tenho cá vindo para ver aquilo que tenho perdido e deixa-me que te diga que a evolução constante nos teus textos me deixa num estado de completa inveja :P

já tinha saudades!


De V.A.D. a 17 de Junho de 2008 às 01:33
Amigo, agradeço as tuas amáveis palavras e peço desculpa pelo facto de só agora responder. Também tenho andado afastado da blogoesfera, por questões profissionais que me têm roubado a disponibilidade.

Votos de uma excelente noite!

Um abraço.


De Emanuela a 13 de Junho de 2008 às 01:57
Já tentei fugir, já tentei encarar... Hoje simplesmente convivo com cada uma delas, de maneira simples. Não "de peito aberto", não com garra, só procuro viver com cada uma delas sem medo, de forma natural tentando assim encontrar um todo.
O texto fico maravilhoso! Quase pude ouvir as garras arranhando o chão... e pude sem dúvida, vislumbrar aquele olhar.
Beijos


De V.A.D. a 17 de Junho de 2008 às 01:37
Embora este texto não passe de simples ficção, tenho a noção de que todos temos mais do que uma faceta, o reflexo da complexidade da mente humana mostrando-se através de uma multiplicidade nem sempre compreendida e aceite...

Obrigado, amiga, pelas palavras sempre cheias de gentileza.

Desejo-te uma excelente noite!

Um beijo e um enormeeeeeeeee sorriso... :-)


De Pérola a 15 de Junho de 2008 às 22:21
Vejo-te muito ausente do blog, amigo- Espero que esteja tudo bem. Beijo com saudades


De V.A.D. a 17 de Junho de 2008 às 01:44
Agradeço-te e fico sensibilizado com a preocupação revelada, amiga, mas asseguro-te que têm sido questões meramente profissionais as responsáveis pela falta de tempo que me tem afastado da blogoesfera.

Votos de uma excelente noite!

Um beijo e um enormeeeeeeeeee sorriso... :-)


De Emanuela a 16 de Junho de 2008 às 00:58
Amigo, que saudade da tua companhia!
Tu fazes falta neste mundo virtual.
Um beijinho pra ti e o desejo de uma ótima semana!


De V.A.D. a 17 de Junho de 2008 às 01:46
Obrigado, amiga :-) Assim que o tempo me favorecer, regressarei à blogoesfera com a assiduidade que me era habitual.

Desejo-te também uma óptima noite e uma excelente semana!

Um beijo e um enormeeeeeeeee sorriso... :-)


De Lazy Cat a 17 de Junho de 2008 às 13:04
"Detestava mortalmente aquele alter-ego…”

como todos nós....


Saudades de te ler. Tenho uma pequena prioridade, de metro e meio e sei que entendes isso.

Um beijo


De V.A.D. a 30 de Junho de 2008 às 02:14
Olá, amiga! :-) Peço-te que me desculpes por só agora te responder mas, conforme deves ter imaginado, também eu tenho tido outras prioridades, o tempo escasseando e um certo cansaço levando-me a um afastamento temporário da blogoesfera. Após as férias, que felizmente estão prestes a começar, conto regressar com energias renovadas.

Aproveito para agradecer a amabilidade que expressas nas tuas palavras e para te desejar uma excelente noite e uma magnífica semana.

Um beijo e um enormeeeeeeee sorriso... :-)


Comentar post

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds