Quarta-feira, 16 de Abril de 2008

Sol Vermelho (V)

“Sou Saf’tiah, a neurocirurgiã. A operação decorreu sem incidentes. Segundo os relatórios que o comando espacial fornecera, o único ocupante da nave alienígena acidentada fora encontrado sem sentidos, os sistemas de combate a incêndios havendo actuado antes que o frágil estrutura biológica tivesse cedido definitivamente aos horrores do fogo, a intervenção pronta da equipa de salvamento permitindo que a centelha de vida não se houvesse extinguido por completo. A injecção de sulfeto de hidrogénio levara aquele ser até ao misterioso limbo da animação suspensa, o metabolismo desacelerado permitindo a preservação da mente até que todo o encéfalo pudesse ser transplantado para um organismo estaminal, em tudo semelhante ao corpo de um de nós. Respondia aos estímulos, o sistema nervoso parecendo adaptar-se sem dificuldade à nova condição, os parâmetros da vida revelando-se estáveis, perspectivando uma recuperação a todos os títulos notável, tão notável quanto a semelhança genética que nos havia confundido a princípio.

Permanecem pouco mais de cem milhões de nós no planeta que viu nascer a nossa espécie, os restantes havendo partido há muito, requestando o futuro afiançado nas estrelas, num êxodo velho de milhares de milénios, os genes disseminando-se pela galáxia como uma epidemia de vida colonizando o desconhecido, o instinto de sobrevivência zelando pela continuidade. Quebraram-se os laços com o passado mais remoto, cataclismos de natureza diversa arrasando consecutivamente o edifício da história, destruindo o ensejo de confirmar de imediato o vínculo, que a minha intuição teimosamente afirma existir, entre aquilo que sou e o que aquele estranho representa. Anseio pela hora de o olhar nos olhos; quem sabe terei um vislumbre da sua verdadeira natureza…”

V.A.D. em Sol Vermelho

Imagem: Encéfalo (http://thumbs.dreamstime.com/thumb_80/1156548884el1QEe.jpg)


publicado por V.A.D. às 03:00
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De **** a 16 de Abril de 2008 às 16:53
"... perspectivando uma recuperação a todos os títulos notável, tão notável quanto a semelhança genética que nos havia confundido a princípio." - tão notável como o texto que escreveste. Gostei instintivamente desta "neurocirurgiã", da forma como soa o seu nome, da centelha do seu ser que nos dás a conhecer, da sua tarefa tão futurista como interessante...
"Quebraram-se os laços com o passado mais remoto..." - não crio laços com muita facilidade - pelo menos fortes -, mas o laço que une toda uma espécie, o seu passado em comum, as grandes construções de pedra, palavras e paisagens, é algo que seria impensável perder.

"Anseio pela hora de o olhar nos olhos; quem sabe terei um vislumbre da sua verdadeira natureza..." - Muitas vezes é esse o primeiro desejo que ansiamos realizar quando nos encontramos pela primeira vez com alguém (ou alguma coisa) nova... mesmo quando não são duma espécie alienigena, quanto mais neste caso...
Anseio por esse olhar também...

Muitíssimos beijos
Sophia


De V.A.D. a 17 de Abril de 2008 às 02:24
Embora completamente arredado da área, a neurologia é um ramo da medicina que me fascina, na medida em que o objecto de estudo não é nem mais nem menos que a morada da mente, a sede da inteligência e de tudo o que nos define enquanto humanos. A neurocirurgia é, no meu entender, aquilo que de mais delicado e extraordinário a ciência tem para oferecer. A inclusão deste relato pretende homenagear todos quantos têm a capacidade ou a vontade de enveredar por um caminho tão interessante quanto arriscado. Além disso, enquanto procurava um nome para a personagem, lembrei-me que tinhas referido, num comentário anterior, seres "passageira clandestina" nesta viagem. Respondi que te tinha reservado um lugar. É a minha forma de dizer a consideração que sinto por ti... :-)

Creio que o desfecho da história, a acontecer brevemente, trará a explicação para a menção que fiz em relação à quebra dos laços com o passado... :-)

Um olhar pode dizer muito... Pode dizer mais que seis ou seis mil palavras, ehehehehe :-)

Agradecendo as tuas palavras, desejo-te uma magnífica noite!

Um beijo e um enormeeeeeeeeeee sorriso... :-)


De poetaporkedeusker a 16 de Abril de 2008 às 21:51
Só agora consegui ler os últimos capítulos de "Sol Vermelho". É um tema fascinante e difícil, para quem, como tu, comprova cientificmente cada voo da imaginação. Tu consegues tratá-lo de forma hábil e com coerência, prendendo o teu leitor às sensações daquele ser humano expoliado do seu corpo.
Embora não entenda nada de química, pnso que tens um pequeno erro tipográfico neste último capítulo. Onde se lê "sulfeto de hidrogénio" deveria ler-se "sulfito", não? Posso estar erradíssima, claro... conforme afirmei, nada entendo de química...
Abraço e uma boa noite de trabalho para ti!


De V.A.D. a 17 de Abril de 2008 às 01:59
Olá, amiga. Agradeço a gentileza bem patente nas tuas palavras, e reafirmo o meu contentamento, por perceber que aquilo que escrevo consegue de alguma forma prender quem amavelmente me lê.

Creio que a ficção científica pode ser um exercício muitíssimo interessante, pelos dois motivos que referes de forma indirecta: se por um lado a imaginação é obrigada a funcionar, por outro exige alguma pesquisa que complemente alguns conhecimentos que se possa ter. Desta forma, pode-se também fazer uma espécie de divulgação científica, pois os cenários tendem a ser plausíveis, uma vez que as informações veiculadas correspondem em muito àquilo que a ciência tem como dados adquiridos.

Amiga, o SULFETO de hidrogénio (H2S) é um composto que também toma o nome de "gás sulfídrico" ou "ácido sulfídrico" e que, sendo inalado numa proporção de oitenta partes por milhão provoca um estado de animação suspensa em mamíferos que habitualmente não passam naturalmente por estágios de hibernação ou de estivação.
O SULFITO de hidrogénio (H2SO3) é um composto diferente e é chamado de "ácido sulfuroso". Acrescento ainda a esta lista um outro composto, conhecido por "ácido sulfúrico" ou "SULFATO de hidrogénio", cuja fórmula é sobejamente conhecida: H2SO4.

No conto, o uso de uma solução intravenosa de sulfeto de hidrogénio, parece-me ser adequada para o fim pretendido: colocar o humano no "misterioso limbo da animação suspensa"... :-)
De qualquer forma, é sempre um prazer esclarecer quaisquer dúvidas que possam existir ou, se for caso disso, assumir e corrigir qualquer erro que possa ter cometido ou que venha a cometer... :-)

Desejo-te uma magnífica noite, amiga!

Um beijo e um enormeeeeeeeeeeee sorriso... :-)


De poetaporkedeusker a 17 de Abril de 2008 às 13:16
Muito obrigada pelo esclarecimento V.A.D. Os meus conhecimentos de química ficaram-se pelo antigo 5º ano do liceu, já lá vão muitos, muitos anos. Desculpa, mas um erro tipográfico seria plausível e o tal "sulfito" era-me familiar...
Abraço!


De V.A.D. a 19 de Abril de 2008 às 01:27
Amiga, não tens mesmo nada por que pedir desculpa! Aliás, a tua questão era pertinente e bem demonstrativa da atenção que emprestas à leitura do que vou escrevendo, algo que me deixa muito contente.
Podia, de facto, ter cometido um erro. Agradeço o facto de teres chamado a atenção para essa possibilidade.

Desejo-te uma excelente noite e um magnífico fim-de-semana!

Um beijo e um enormeeeeeeeee sorriso... :-)


De poetaporkedeusker a 19 de Abril de 2008 às 02:23
Outro para ti V.A.D. Estou a prometer as minhas visitas atrasadas para amanhã. Ainda estou muito cansada.


De V.A.D. a 20 de Abril de 2008 às 03:10
Obrigado, amiga. Espero que o dia de hoje tenha sido agradável e que o domingo se revele maravilhoso!

Um beijo e um enormeeeeeeeee sorriso... :-)


De perola a 16 de Abril de 2008 às 22:07
Estou a gostar muito desta tua aventura.

:)

Pensar que um dia algumas coisas serão assim...

Um beijo, meu amigo.


De V.A.D. a 17 de Abril de 2008 às 01:29
Agradeço as tuas palavras, amiga, e reafirmo que constitui para mim uma enorme alegria saber que aquilo que vou escrevendo se consegue revelar interessante.

Alguns dos cenários relatados ao longo do conto são plausíveis, a ficção aliada à divulgação tornando a história mais atractiva, em meu entender... :-)

Desejo-te uma magnífica noite, amiga!

Um beijo e um enormeeeeeeeeeeeee sorriso... :-)


De perola a 17 de Abril de 2008 às 23:57
Então, não há mais?

Beijooo!


De V.A.D. a 19 de Abril de 2008 às 01:29
Claro que vai haver mais, amiga! :-) Simplesmente, o tempo tem sido tão escasso que não tenho conseguido escrever com a cadência que gostaria...

Votos de uma óptima noite e de um magnífico fim-de-semana!

Um beijo e um enormeeeeeeeeeee sorriso... :-)


De Emanuela a 18 de Abril de 2008 às 02:32
Amigo, teus contos são sempre desafiadores. Sem pesquisa, fica difícil( para mim) entender bem. Ainda assim, sempre entendo quando se fala de "sentir". E sem dúvida o "olhar nos olhos" é uma das melhores formas de sentir as pessoas.
Beijinhos e uma ótima noite para ti!


De V.A.D. a 19 de Abril de 2008 às 01:58
Amiga, sentir que o que escrevo consegue fazer despertar o interesse de quem muito amavelmente me vai lendo, representa para mim um enorme contentamento.
Um olhar pode, de facto, revelar mais que muitas palavras... :-)

Desejo-te uma óptima noite e um excelente fim-de-semana!

Um beijo e um enormeeeeeeeeee sorriso... :-)


Comentar post

.quem eu sou...

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

blogs SAPO

.subscrever feeds