Sábado, 29 de Março de 2008

Antiquitera (IX)

“O crepúsculo descia, sublime, sobre os pedestais que tinham suportado o Colosso de bronze, agora meio submerso, derrubado haviam já quase sete décadas por um terrível terramoto, o mármore resplendoroso erguendo-se mais de uma vintena de côvados acima das águas da preia-mar, as sombras alongando-se, coleantes, por sobre a ondulação pouco cavada do mar Egeu. Mandraki apresentava-se na azáfama característica de todos os portos, a distância dissimulando a algazarra mas não escondendo a fervência de um comércio marítimo que tinha ainda em Rhodes um dos seus principais empórios. Sentado sob os últimos raios solares daquele dia em que completara trinta e três anos, os meus olhos vagueavam pelas veracidades do presente enquanto os meus pensamentos se imiscuíam num futuro que se me afigurava insidiosamente indistinto, Freyja aparentando um desassossego feito de mistério que se ampliava de dia para dia. O maquinismo tomava forma, cada roda dentada resultando de demoradas observações e de extenuantes cálculos, a matemática nova a que chamávamos de trigonometria sendo desenvolvida à medida das exigências. As posições do Sol e da Lua podiam já ser representadas no Zodíaco, o calendário de trezentos e sessenta e cinco dias, ajustável para os anos bissextos, funcionando como referencial. Prontas estavam também as engrenagens que interpretariam, por intermédio de ponteiros, as posições de Marte e Vénus. Ela prometera-me desvendar todos os enigmas da sua existência assim que conseguisse predizer o alinhamento dos planetas, e os meus receios emergiam paulatinamente, intraduzíveis mas incisivos, a antecipação da hora da verdade aduzindo uma inquietude que tentava negar pela voracidade a que me devotava aos prazeres carnais, sublimemente propiciados por aquela mulher a quem me entregara totalmente, sem questionamentos…”

V.A.D.

V.A.D. e Sophia em Antiquitera

Imagem: Alinhamento Planetário (www.solarvoyager.com/images/art/Alignment%20by%20Frank%20Hettick.jpg)

 

Porque hoje é o dia do meu aniversário… Não o trigésimo terceiro, mas o quadragésimo…


publicado por V.A.D. às 15:00
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De poetaporkedeusker a 29 de Março de 2008 às 22:59
Parabéns V.A.D.. Desculpa interromper mas , se puderes, dá um pulinho ao meu último post e assina a petição. Não, não é ficção. Infelizmente é verdade.
Desculpa uma notícia tão revoltante neste dia de festa.


De V.A.D. a 29 de Março de 2008 às 23:29
Obrigado, amiga! :-)

Sabes que nunca interrompes: já visitei o teu blog e assinei a petição. Há pessoas que infelizmente confundem maldade pura com arte, apesar de, para as pessoas normais, não haver semelhança possível...!

Votos de uma magnífica noite!

Um beijo... :-)


De In a 30 de Março de 2008 às 00:22
Lamento imenso não ter conseguido aqui chegar ainda no dia 29 :(
Mas lembrei-me várias vezes durante o dia...
Espero que tenha passado um bom dia.

Um grande beijo de parabéns :)


De V.A.D. a 30 de Março de 2008 às 00:33
Amiga, sei que nem sempre se consegue chegar na hora pretendida, mas o simples facto de ter tido a amabilidade de me dar os parabéns, que agradeço do fundo do coração, sensibilizou-me de sobremaneira.

O dia foi, de facto, muito agradável e um novo começou da melhor forma, com a leitura das suas gentis palavras... :-)

Desejo-lhe uma excelente noite e um domingo esplendoroso!

Um beijo e um enormeeeeeeeee sorriso... :-)


De emanuela a 30 de Março de 2008 às 03:38
Olá amigo. Em primeiro lugar e ainda que atrasado quero deixar-te um grande abraço, desejando que este novo ano da tua existência possa ser cheio de alegrias...
Quanto ao conto: esta máquina deve ter sido mesmo algo fantástico. E os conhecimentos daqueles povos...Não consigo deixar de lamentar tanta coisa que se perdeu!

Desejo-te um domingo maravilhoso!
Um beijinho


De V.A.D. a 31 de Março de 2008 às 03:17
Olá, amiga :-) Recebo com imensa alegria o abraço que me dás, agradecendo e retribuindo a tua amabilidade: que todos os teus dias possam também ser repletos de alegria.

Realmente, amiga, se olharmos para o passado com a atenção que ele merece, verificamos que conhecimentos fantásticos e obras notáveis viram a sua génese em épocas remotas, para depois se perderem na escuridão das trevas. Penso muitas vezes naquilo que se perdeu nos consecutivos incêndios da biblioteca de Alexandria; nem imagino aquilo que poderíamos ser hoje, se alguns desses documentos tivessem sobrevivido...

Desejo-te uma magnífica noite e uma excelente semana, amiga!

Um beijo e um enormeeeeeeeeeee sorriso... :-)


Comentar post

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds