Quinta-feira, 27 de Março de 2008

Antiquitera (VII)

                

Segunda Parte

 

“A alvorada anunciou-se resplandecente, os raios solares entrando pela janela entreaberta, a alvura das paredes caiadas reflectindo-os para encher de luz o quarto amplo, o despertar fazendo-se suave e demoradamente numa indolência tão aprazível quanto lasciva fora a noite. Levantei-me, o lençol de linho que me cobria sendo cuidadosamente afastado para a não acordar, a frescura do chão de mármore causando-me um arrepio que me percorreu todo o corpo, num terminante afastamento da sonolência que ainda me envolvia. Dirigi-me à varanda virada a oeste; o ar matinal ainda fresco e a magnífica serenidade azul do Mediterrâneo estendendo-se ante os meus olhos, tinham sempre o condão de me fazer sentir esfomeadamente revigorado. Antes da refeição da manhã, precedendo ainda o despertar daquela incrível mulher que me havia alterado a vida, deixei que as memórias me transportassem a Alexandria e à Biblioteca por onde me perdera entre centenas de milhar de rolos. Permiti que desfilassem mansas, as intensas recordações de um tempo cheio de aprendizagens e de ensinamentos, de teorias e de ensaios, de medições e de observações astronómicas, e contudo tão tremendamente incompleto. Debrucei-me sobre o parapeito, cerrei as pálpebras e revi-me naquela noite de há já três anos, escutando outra vez a pergunta a que respondi com uma peremptória afirmativa, Freyja exercendo sobre mim uma magia que não mais se desvaneceu, querendo saber se deixaria tudo para com ela partir para Rhodes, a premência de dar forma e vida a uma máquina manifestando-se na urgência do pedido.

Voltei ao presente, o toque suave da sua pele envolvendo o meu tronco desnudo num abraço repentino, os seus lábios beijando-me o ombro, o veludo macio da sua voz deixando-me absolutamente extasiado…”

V.A.D.

V.A.D. e Sophia em Antiquitera

Imagem: Rhodes (www.thegreektravel.com/rhodes/photos.html)

"(...) we forget
there's so much life
as morning comes"

música: When Morning Comes (Dishwalla)

publicado por V.A.D. às 15:00
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Cöllyßry a 27 de Março de 2008 às 18:41
O que o amor não faz em nós...

Doce beijo


De V.A.D. a 28 de Março de 2008 às 02:39
O amor tem, de facto, um enorme poder, amiga. Altera o rumo da vida, modifica a forma como se vê o mundo, as anteriores prioridades sendo relegadas para segundo plano... :-)

Obrigado, pelas tuas amabilíssimas palavras!

Desejo-te uma encantadora noite!

Um grande beijo e um enormeeeeeeeee sorriso... :-)


De Emanuela a 28 de Março de 2008 às 02:24
Sem dúvidas, com os poderes possuídos por ela, seria difícil para qualquer homem fugir aos seus encantos. E qual mulher não gostaria de ter poderes assim? Os pobres mortais e até os deuses sucumbiam aos seus encantos. A história está, como sempre, muito bem embasada e contada de forma deliciosa.
Um beijinho


De V.A.D. a 28 de Março de 2008 às 02:47
Amiga, agradeço as tuas palavras, sempre cheias de amabilidade, sempre representando um enorme incentivo.
Nesta história, cujo final desejamos surpreendente, Freyja tem, aparentemente, esse papel de deusa, Hiparco mostrando-se incapaz de resistir a um pedido seu, alterando até o rumo da sua própria vida para satisfazer algo que pode parecer um capricho...
Não posso adiantar mais, para não antecipar nada daquilo que se vai desenrolar nos últimos capítulos... :-)

Desejo-te uma noite agradabilíssima!

Um grande beijo e um enormeeeeeeeee sorriso... :-)


De poetaporkedeusker a 29 de Março de 2008 às 01:07
Apetece-me ser palerma e vou sê-lo: - Ai que mázinha que está a ser a Freyia!O pobre do Hiparco está fascinado demais para perceber que está a ser usado!
Pronto! Fui vulgar e não custou nada!
Bem vinda Sophia! Já estava com saudades de Antiquitera!
Abraço e muitos sorrisos!


De V.A.D. a 29 de Março de 2008 às 23:26
Não estás a ser palerma. Freyja começa por usar Hiparco, mas pode ser que a nobreza de sentimentos venha a despontar... :-)

Amiga, em meu nome e no da Sophia, agradeço as tuas gentis palavras.

Votos de um excelente final de sábado e de um domingo esplendoroso!

Um beijo e um enormeeeeeeeee sorriso... :-)


Comentar post

.quem eu sou...

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

blogs SAPO

.subscrever feeds