Quinta-feira, 13 de Março de 2008

Clepsidra (II)

 

“O crepúsculo fora singularmente belo, o céu abaixando-se sobre o deserto como um manto de fino linho, a tingidura feita de tonalidades quentes contrastando com a imprevista frescura da esplanada, os mezze saboreados com a impossível mas espantosa sensação de deleite, o palato sendo estimulado pela deliciosa combinação de sabores, os distintos ingredientesrenovando a experiência de uma gastronomia tão dissemelhante. Mashi acompanhado de zythum gelada, a noite trazendo o silêncio das horas de contemplação, a minha mente deixando-se levar a um outro tempo, a um lugar abastado na fímbria da aridez, a erosão dos séculos que passam indeléveis não conseguindo apagar as marcas de esplendor de uma civilização antiga e fantástica, medido pelas faraónicas obras e pela riqueza cultural e material. Maravilho-me com os feitos de engenharia, fico assombrado pela organização e logística necessárias à construção de tão colossais monumentos, templos e pirâmides representando o auge da sapiência ancestral. Interrogo-me sobre que fabulosos conhecimentos se terão perdido, a geometria e a astronomia precisando de um longo período de anactesia para o regresso ao esplendor daqueles tempos. Fecho os olhos e vejo-me em Karnak, às margens do Nilo, no Alto Egipto, as imagens formando-se expressivas e plenas de singular realismo, a clepsidra parecendo estar ainda inteira de água, o tempo tendo sido parado só para que eu pudesse admirar a magnificência de Ipet-sut…”

V.A.D. em Clepsidra

Imagem:

música: At The River (Groove Armada)

publicado por V.A.D. às 03:13
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De mnike30 a 13 de Março de 2008 às 08:31
"Fecho os olhos e vejo-me em Karnak(...) o tempo tendo sido parado só para que eu pudesse admirar a magnificência de Ipet-sut…”

Bem... só comentarei no fim... isto é bom demais para ser comentado aos pedacinhos!
Nunca lá estive, mas consigo até sentir o cheiro e o calor desta terra descrita por ti. O Nilo sabe a frescura calmante...

Beijinhos


De V.A.D. a 14 de Março de 2008 às 02:37
Amiga, correndo o risco de parecer ridículo, afirmo-te que poucas são as coisas que me não fascinam, a história, o conhecimento, as diversas facetas da evolução cultural da humanidade deixando-me absolutamente boquiaberto perante o fosso que nos separa do pântano onde os anfíbios ancestrais se limitavam a sobreviver...

Sinto-me lisonjeado e imensamente satisfeito por saber que aquilo que vou escrevendo tem essa capacidade de induzir sensações... Confesso-me grato pela amabilidade das tuas palavras...!

A civilização egípcia representa ainda hoje um dos pontos mais altos do engenho humano. Nesta pequena série de relatos, tento homenagear a grandeza de uma sociedade que dificilmente será esquecida.

Desejo-te uma magnífica noite!

Um beijo e um enormeeeeeeeee sorriso... :-)



De vmago a 26 de Janeiro de 2009 às 13:54
Exmo. Sr./Srª.
Providencie de imediato para retirar a foto aqui postada sobre o mumento KARNAK . Não tem autorização para publicar mesmo por cópia esta fotografia que me pertence.
Faça-o urgentemente caso contrário procederei criminalmente!

vmago


De V.A.D. a 26 de Janeiro de 2009 às 22:45
Exmo. Sr./Srª
Vou providenciar a remoção da foto, não por ter medo de ameaças fúteis mas por respeitar a vontade do autor/a. Contudo, devo dizer-lhe que pode ser dono/a da foto, mas que me parece ser muito pretensioso/a... Não é, certamente, dono/a do monumento. Acrescento ainda que já houve um caso em que o autor de uma obra de arte fez um comentário em agradecimento pela divulgação da mesma. No seu caso, verifico que a arrogância o/a leva a agir em sentido contrário.
Agradeço que não responda ao comentário, porque farto de pretensiosos/as estou eu!


Comentar post

.quem eu sou...


. ver perfil

. seguir perfil

. 34 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Curvatura

. O horizonte de eventos e ...

. Subjectividade

. O "capacete de deus"

. Apontamento (II)

. Apontamento

. Alter Orbe (II)

. Alter Orbe (I)

. Marte

. Regresso

.arquivos

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Fevereiro 2012

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Blog Nomeado Para:

.contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds